Nalbert e Scama12 apostam no Sports Branding

Com tantos eventos no calendário carioca, já era de se esperar o surgimento de inúmeras empresas de marketing esportivo. Sejam elas especializadas ou apenas “braços” de grandes agências, o fato é que o mercado tem buscado se qualificar para receber esses grandes eventos. Então, o que se esperar da parceria entre o ex-jogador de vôlei Nalbert e agência de publicidade Scama? Com certeza, algo bem na contramão do que todos têm visto por aí.

Com um olhar não só no mercado esportivo, mas, principalmente, na manutenção da carreira de atletas, ex-atletas e agremiações esportivas, o eterno Capitão da Seleção de Vôlei Masculina, juntamente com Gabriel Carvalho e Luis Parente, criaram a Scama12 Sports Branding. O objetivo principal é trabalhar a imagem e marca desse público dentro e fora das quadras ou gramados. É basicamente um gerenciamento de carreira, onde são trabalhados o marketing, publicidade, branding, design e planejamento estratégico. “Quando você para de jogar é preciso se reestruturar. Você sai dos holofotes, mas tem que continuar gerando mídia, interesse e conteúdo. A pergunta é muito simples: como fazer para continuar sendo uma marca reconhecida mesmo estando sem jogar?”, explica Nalbert.

De acordo com o atleta, esse questionamento foi feito por ele quando se aposentou das quadras e, após um longo briefing com a Scama, resolveu investir no planejamento estratégico da sua marca, principalmente por meio da internet e redes sociais. Pouco tempo depois, Nalbert já dava palestras, era convidado para eventos e para atuar como comentarista. Um resultado que até então não tinha. “Pensei, se deu certo comigo, porque não oferecer isso para os outros atletas? A ideia era agregar o meu know how com o da Scama e criar algo diferente, que tratasse com cuidado das necessidades do cliente, do seu presente e, principalmente, futuro”, lembra Nalbert, que em pouco tempo já tinha as ex-jogadoras de vôlei Leila e Sandra Pires na carteira de clientes.

A empresa pensa o cliente de forma única para, em seguida, desenvolver os melhores pontos de contato com o seu público de forma pró-ativa e sustentável. Ou seja, são utilizadas mídias convencionais e digitais, redes sociais, geração de conteúdo, criação de layouts, design de uniformes, desenvolvimento de promoções e interação com fãs. Vale lembrar que o público-alvo não é só formado de atletas e ex-atletas, mas também clubes, academias, agremiações esportivas e, até, eventos. Tudo que tiver a ver com esporte. “Estamos com uma proposta em andamento de remodelar toda a marca de uma grande academia do Rio, por exemplo”, conta Gabriel Carvalho.

No entanto, o publicitário gosta de ressaltar que não é e nem pretende ser uma empresa de marketing esportivo. “A ideia é sermos parceiros. Não queremos competir com essas agências, muito menos com os agentes, e sim, trabalhar juntos. Estamos aqui para ajudar. Com o olhar do Nalbert no que se refere ao esporte e o nosso, na questão de publicidade e branding, podemos agregar, e muito”, finaliza Carvalho.

 

Fotos: Chrisce Almeida