Uma década de produções

Atender as principais agências de publicidade do País, produzindo material de qualidade para empresas dos mais diversos segmentos. Esse talvez seja o maior trunfo da Cinerama Brasilis, produtora que completa uma década em 2013 e que tem à sua frente os sócios-diretores Mario Nakamura e Vera Oliveira.

Localizada no Humaitá, a produtora possui uma equipe com mais de 50 funcionários. Com um clima de trabalho renovador, os sócios estimulam a troca de ideias com os próprios funcionários e costumam fazer ações que promovam a amizade e um bom clima entre todos – nos fundos da casa tem um forno de pizza a lenha, onde, frequentemente, fazem um festival de pizza, o Pizzarama; além de um conjunto de redes que fica à disposição de quem quiser descansar na hora do almoço.
Produções premiadas

Com uma enorme diversidade e volume de trabalhos realizados, a produtora atua em quatro divisões – publicidade, entretenimento, jornalismo e corporativo -, no entanto tem  forte  presença no mercado publicitário, onde já acumulou mais de 100 prêmios, inclusive no exterior, como o Prêmio Profissionais do Ano da TV Globo 2008 na região Norte/Nordeste, com o título de “Produtora do Ano” pela ABRACOMP no Rio de Janeiro, fato que se repetiu em 2010 e 2012.

A área de entretenimento, criada em 2011, visa o desenvolvimento de séries e filmes, é uma das que mais cresce. Em 2013, a produtora contratou uma assessoria jurídica e de negócios para esta área, e, no segundo semestre do ano, um agente de vendas em São Paulo – esse crescimento pode ser verificado pelos projetos em que estão envolvidos, como um documentário com Leonardo Boff e um longa de ficção sobre  Humberto Mauro, pai do cinema brasileiro.

“Temos uma base tecnológica e de recursos humanos completa, do desenvolvimento a pós-produção, para produzir séries e filmes sem a necessidade de depender do mercado de locação de equipamentos e de freelancers”, explica Mario.

Uma das conquistas foi o edital da TV Cultura para produzir a sitcom “Sebo Nas Canelas”, que irá ao ar em 2015. Outra foi a comédia “Aeroportuários”, selecionada no Lab Transmídia, do RioContentMarket 2013, onde recebeu consultoria de desenvolvimento de agentes nacionais e internacionais. Além disso, está em fase de finalização a co-produção com a Cavídeo do longa metragem “Faroeste”, com direção de Abelardo de Carvalho; e do longa “Déjà Vu de Nova Chicago”, de Guga Moretzsohn.

E tem mais: em agosto deste ano, a Cinerama foi contemplada na terceira edição do Programa de Investimentos Não Reembolsáveis de 2013, da RioFilme. A produtora receberá o investimento para começar a desenvolver a série de animação infanto-juvenil ”O Jovem da Vinci”. A primeira temporada terá 13 episódios, mas o foco a longo prazo é ter outras três temporadas para o produto ser vendido no mercado externo. “A série abordará a infância desconhecida de Leonardo Da Vinci. Leo, um jovem à frente do seu tempo, viverá muitas aventuras, sempre contando com seu talento criativo e empreendedor. A temática dialogará com a ciência, empreendedorismo, invenções e arte”, comenta Vera.


Expertise

Mas tanto sucesso se justifica, em grande parte, pela expertise de seus diretores. Com grande experiência no mercado publicitário, Mario Nakamura trabalhou como diretor de atendimento em algumas produtoras até decidir criar a Cinerama. Além disso, fora dos sets, participou da diretoria do CCRJ (Clube de Criação do Rio de Janeiro) e atuou como professor de Cinema Publicitário para cursos de pós-graduação e especialização em faculdades cariocas. Em 16 anos de carreira, ele já produziu mais de 1500 comerciais para as maiores empresas e agências de publicidade do país.

“Estamos muito felizes com o aniversário de 10 anos da Cinerama Brasilis. Esperamos continuar neste ritmo de crescimento, desenvolvendo trabalhos criativos e que gerem resultados, fazendo com que a empresa se consolide como uma produtora de maior destaque no novo cenário audiovisual e tornando-se uma das melhores empresas para se trabalhar”, finaliza Nakamura.